29.5.13

708 b

 
Afinal o Miguel Sousa Tavares também anda de autocarro (e a rota do "708 a" já está certa).

25.2.13

Irei escarrar nas vossas urnas

 
*

24.2.13

Transforma-se o amador na cousa amada,
e a mulher, grave, deixa crescer as barbas.

22.2.13

*

15.2.13

Dá cá aquela palha

"Uma singular revolta ensanguentou, no decorrer do ano de mil oitocentos e trinta e oito, a aprazível ilha de Barbada. Cerca de duzentos negros, entre homens e mulheres, todos há pouco tempo libertos pelas Ordenações de Março, foram pedir uma manhã ao seu antigo senhor, um certo Glenelg, que os readmitisse como escravos. Leram, então, uma lista de queixas, que levavam com eles e fora redigida por um pastor anabaptista. Depois, travou-se a discussão. Mas Glenelg, ou por timidez, escrúpulos, ou simples medo das leis, não se deixou convencer. Por causa disso foi primeiro empurrado, depois massacrado com a sua família pelos negros que naquela noite mesmo, retomaram as suas casas, as suas palhoças, trabalhos e ritos costumeiros. O caso foi rapidamente abafado graças às providências do Governador Mac Gregor e a libertação seguiu o seu curso. Quanto à lista de queixas jamais foi encontrada.
Penso muitas vezes nesta lista."

Assim começa o prefácio de Jean Paulhan presente na edição portuguesa de "A História d'O", ia o ano de 76. Sobre isto só tenho a dizer: um, que Glenelg é nome de marca de whisky; dois, não sei porque pára este livro na minha prateleira. A única coisa que ainda me vai entumescendo é a necessidade do crescimento económico. Já agora, sou eu que tenho a lista.

13.2.13

708 a


4.2.13

Park & Sons

Por falar em parques infantis; o da freguesia dos Anjos, ao cimo da Rua de Angola, está a ser substituído por um ‘Fitness Park’ de aparelhos fisioterapêuticos de índole geriátrica. O viço da nova realidade demográfica assim o aconselha. Aquando da inauguração esperamos ver o tédio mortal da espera bem estampado e espantado no rosto de uma ou duas crianças. E não mais do que isso. Vingança.

31.1.13

Depois deste os outros dias. Bons, claro.

25.1.13

* | *

Route 66

Schoenberg apostou tudo para evitar Las Vegas.

23.1.13

20.1.13

Saúde oral


Recline-se. Abra a boca. Espere pelas moelas.

17.1.13

Finou-se o meu barbeiro, a única pessoa que conhecia verdadeiramente a minha cabeça.

16.1.13

15.1.13

Hoje não vai dar

9.1.13

Tal um caga-lume afogando-se no pez. A liberdade é mais uma daquelas rubricas em que não se gastando nem excedendo o valor previsto no orçamento é sabido que o mesmo será reduzido no seguinte deve e haver. Tem sido um fartar vilanagem de estúpida forretice no quinhão que nos cabe.
Nem sopra ao vento, vaporiza-se.

7.1.13

No calor da revolução, quando a cabeça dele rolou, há muito que o seu corpo se pusera ao fresco.

6.1.13

5.1.13

Cantai ao Senhor um cântico novo


Por J. Simões, o Salmista, 'Psalm Singer', ao vivo, numa tarde de Setembro à Graça com papagaios ao alto e ao fundo. Também o há em Cdr-Tdk a 7 euros e meio, em estúdio sem papagaios. Qualquer uma das gravações não inclui o recente Hit-Hat com que J. Simões, o Salmista, 'Psalm Singer', expandiu o seu eficaz equipamento de som: bicicleta com um cachorro acoplado protegido por uma sombrinha amarela e um vasilhame de plástico serrado azul. O resto é a voz de Deus; ao alto e ao fundo.

4.1.13

Vitor Gaspar, o Rabaça, enquanto Imperador Ming, 'The Merciless', do planeta Mongo, na série televisiva 'Governo Constitucional da República Portuguesa', temporada XIX. Jean Rogers enquanto Dale Arden, na série televisiva 'Flash Gordon' (entre 1936 e 38).

2.1.13