17.1.13

Finou-se o meu barbeiro, a única pessoa que conhecia verdadeiramente a minha cabeça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário